domingo, 30 de dezembro de 2012

Retrospectiva 2012

O ano está acabando...e com ele livro foram lidos, um blog foi criado e resenhas surgiram.
Esse ano li 1 livro a menos que no ano passado, e o motivo foi a demora em ler a série Guerra dos Tronos. Esse ano li 27 livros e estou lendo o livro "Morte Súbita", meu 1° livro do próximo ano. Agora segue os 10 melhores livros que li esse ano:

1- A Tromenta de Espadas ( George R. R. Martin )
2- O Morro dos Ventos Uivantes ( Emily Brontë )
3- As Vantagens de Ser Invisível ( Stephen Chbosky )
4- A Dança dos Dragões ( George R. R. Martin )
5- A Guerra dos Tronos ( George R. R. Martin )
6- A Culpa é das Estrelas ( John Green )
7- Desespero ( Stephen King )
8- Mrs. Dalloway ( Virginia Woolf )
9- Férias! ( Marian Keyes )
10- A Fúria dos Reis ( George R. R. Martin )


O que acharam leitores??
Concordam??

Ahh..E que ano que vêm, esteja com mais livros lidos! *--*

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Resenha: A Hora da Estrela

Autor: Clarice Lispector
Edição: 1
Editora: Rocco

Ano: 1998
Páginas: 87

Sinopse: A história da nordestina Macabéa é contada passo a passo por seu autor, o escritor Rodrigo S.M. (um alter-ego de Clarice Lispector), de um modo que os leitores acompanhem o seu processo de criação. À medida que mostra esta alagoana, órfã de pai e mãe, criada por uma tia, desprovida de qualquer encanto, incapaz de comunicar-se com os outros, ele conhece um pouco mais sua própria identidade. A descrição do dia-a-dia de Macabéa na cidade do Rio de Janeiro como datilógrafa, o namoro com Olímpico de Jesus, seu relacionamento com o patrão e com a colega Glória e o encontro final com a cartomante estão sempre acompanhados por convites constantes ao leitor para ver com o autor de que matéria é feita a vida de um ser humano.


Resenha:

Dor. Estou com o pé doendo, caí da escada, e estpu tentando pisar normalmente mesmo com a dor que me acomete com essa ação. E ana melhor para exemplificar a dor, do que Macabéia.

Macabéia é a protagonista da história contada por Rodrigo S.M. depois de uma introdução sobre seu processo de criação e com frases de efeito. O livro ganhou o prêmio Jabuti e se tornou a principal obra de Clarice Lispector.

A hora da Estrela, conta a história de Macabéia uma retirante nordetina estéril e insossa, que toma café frio e tem uma amiga (Glória) que rouba o namorado (Olimpico) dela, o namorado que é um ignorante. Macabéia descobre no decorrer do livro que tem tuberculose e no final do livro vai para um cartomante.

Livro fino, breve como a vida de uma pessoa. Contando as inumeras dores emocionais, físicas, sociais...da protaginista que não reage, por ser em demasia insossa.

Clarice, é para mim, a melhor escritora brasileira. Ela é genial e consegue passar o que estva sentindo prestes a morrer em um livro introspectivo...cartástico!

Não é meu livro preferido da Clarice, mais não deixa de ser inesquecível!

domingo, 23 de dezembro de 2012

Necessidades Literárias #11

Acabei de comprar 5 livros, e já estou querendo mais!
Um dos livros que quero agora...é um clássico com amis de 700 páginas!
O livro é....






Sinopse:
Retomando a tradição grandiloqüente dos romances de Tolstoi e Dostoievski através da história do médico e poeta Iúri Jivago, o autor recriou parte da história moderna da Rússia focalizando seu povo. Nascido no regime czarista, criado durante a Primeira Guerra Mundial, incapaz de controlar seu destino durante a revolução e da guerra civil entre o exército branco e o vermelho, Jivago firmou-se como um dos grandes heróis trágicos da literatura russa.

Leitores...Vc's já leram??
Querem ler...ou já ouviram falar desse GRANDE clássico??

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Resenha: A Culpa é das Estrelas

Autor: Jon Green
Edição: 1
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 283
Sinopse: Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.




Resenha:

Meia-noite e dez. Completei 19 anos. E terminei de ler A Culpa é das Estrelas. Com o coração bem apertado.

O livro conta a história de Hazel que tem cancêr e usa um remédio experimental que estacionou os nódulos pulmonares. Ela frequenta um Grupo de Apoio, pois a morte eminente pode causar depressão. Ele acha o grupo chato, até que no 1° capítulo ela conhece o Gus. Que não têm uma perna por causa de um cancêr que tem 80% de cura. Hazel é fã de um livro "Uma Aflição Imperial", que por terminar de uma forma nada convencional, ela quer as respostas do autor sobre o final dos personagens. Uma história linda de amor ocorre, com direito a viagem a Holanda e a simplicidade do primeiro amor.

O livro é genial. A história, a principio, eu achei que seria previsível. Me enganei. Linda, tocante e com um final de deixar qualquer um com lágrimas nos olhos. John Green escreve incrivelmente bem de forma simples e direta. Misturando uma linguagem fácil, com uma linguagem complicada...

E eu concordo com Makus Zusak:

"Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais."

domingo, 16 de dezembro de 2012

Livros, Livros, Livros #10

Ontem eu fui na Saraiva...e comprei 5 livros, e alguns eu queria muuito e outros foi por não ter achado os livros que queria.





Leitores, já leram algunss desses livros??
Estão lendo??
Comentem!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Necessidades Literárias #10

Amanhã..irei comprar livros, me presenteando, pois terça-feira é meu aniversário!
E se ter na Saraiva, e por ser um livro barato, irei comprar esse livro....amo a Inglaterra no século XIX..e esse livro parece ser ótimo e é um clássico!
O livro é...






Sinopse:

Em 1861 Dickens publicou o mais equilibrado de seus romances: "Grandes Esperanças". A obra foi inspirada em sua experiência amorosa com a atriz Ellen Ternan, com a qual rapidamente se decepcionou.Grandes Esperanças é uma de suas obras-primas. Dickens acreditava, como todo inglês médio da época, na imutabilidade da hierarquia social e condensou no destino de Pip - principal personagem da obra - sua própria experiência: os perigos de uma ascensão social demasiado rápida.

O livro terá um adaptação no próximo ano...
Já leram??
Já ouviram falar do autor ou da obra?


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Resenha: As Vantagens de Ser Invisível

Autor:  Stephen Chbosk
Edição: 2
Editora: Rocco Jovens Leitores

Ano: 2012
Páginas: 224
Tradutor: Ryta Vinagre

Sinopse: Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.


Resenha:

Adolescência. Uma fase conturbada, de descobertas, de amizades e de experiências. As Vantagens de Ser Invisível exemplifica essa fase com perfeição.

Charlie, escreve cartas para um estranho, depois que perde seu melhor amigo. Ele engressa no ensino médio cheio de temores, mas com amigos que faz Sam e Patrick a vida dele modifica, fazendo-o se se sentir INFINITO. Com grandesdicas de livros, músicas o livro se torna um amigo para o leitor...narrando essa grande fase das nossas vidas.

O livro é escrito em forma de carta, onde no início temos um Charlie e no final um outro. Há um grande crescimento, tanto na escrita das cartas, como na caracterização dos personagens.

O jeito intimista de narrar, e as experiências contidas no livro, faz Charlie um personagem que você se reconhece em si mesmo. Charlie, Sam e Patrick são personagens extremamentes caracterizados.

Um leitura rápida, que no meio do livro pensei que seria piegas, ams em enganei. É uma ótima leitura, cativante e nostalgica.

"Eu me sinto infinito." (As Vantagens de Ser Invísivel)

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

INFO: Adaptação televisiva de "Morte Súbita"

Essa semana foi lançado o novo livro da J.K., e aqui em Salvador ainda não chegou...¬¬'

E esse semana, foi confirmado uma se´rie televisiva desse novo romance, com adaptção da BBC!

Abaixo o comunicado:

”Morte Súbita”, primeiro romance adulto da escritora J.K. Rowling, ganhará uma adaptação para a televisão, anunciou a emissora pública britânica BBC na segunda-feira.
A BBC 1 e a BBC Drama encomendaram uma adaptação exclusiva para a agência literária The Blair Partnership, que representa Rowling. A série deve ir ao ar em 2014.
Rowling vai colaborar “de perto” com o projeto, segundo a emissora. O número e duração dos episódios ainda não foi definido.
“Sempre senti que, se fosse para ser adaptado, este romance estaria mais adequado à televisão, e acho que a BBC é o lar perfeito”, disse Rowling em nota.
A série juvenil “Harry Potter”, que lançou a escritora para o estrelato, deu origem a uma das séries cinematográficas mais lucrativas de todos os tempos.
“Morte Súbita” (“The Casual Vacancy”, no original) aborda conflitos de ideais, classes e gerações em uma pacata cidade inglesa. O livro lidera as listas de best-sellers em vários países, mas sem o sucesso do fenômeno Potter. [retirado Reuters]

Fonte: Literatortura

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Resenha: Mrs. Dalloway

Autor: Virginia Woolf
Edição: 0
Editora: Saraiva de Bolso (parceria Nova Fronteira)

Ano: 2011
Páginas: 200
Tradutor: Mario Quintana

Sinopse: Considerado uma obra-prima, Mrs. Dalloway conta uma história das mais simples, que poderia ser resumida de forma banal na expressão "um dia na vida de uma mulher". Através da percepção do que se passa em torno e dentro de Clarissa Dalloway, Virginia Woolf escreveu, na verdade, a história da crise de um indivíduo, de uma classe, de uma sociedade e a do próprio romance.





Resenha: 

"Mrs. Dalloway disse que ela própria iria comprar as flores." (Virginia Woolf)

Com esse frase Virginia Woolf começa sua obra-prima, ou sua obra mais conhecida. E, com esse frase, fiquei 3 dias com ela na cabeça.

Mrs. Dalloway conta a história de 1 dia na vida Clarissa Dalloway. Esse dia em particular era dará uma de suas festas, para a sociedade inglesa. Dá manhã até o fim da festa, Vírginia mescla com um "fluxo de Consciência os pensamentos de Clarissa e daqueles que estão ao seu redor. Como Peter, Septimus e Rezia, Elizabeth ( afilha de Clarissa), Selly... Mostrando uma intimidade avassaladora de seus personagens, havendo uma humanização intensa.

O livro é gênial, atemporal. A maneira peculiar como Woolf escreve, a príncipio atrapalha, mas depois o leitor se acostuma e consegue separar o que é narração e pensamento no paragrafo.

1 dia. 200 páginas. Um jeito brilhante de descrever a sociedade inglesa do início do século XX, e de personificar personagens que pensam igual a nós leitores(com preconceitos, comentários maldosos).

FUGAZ!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Necessidades Literárias #9

Esse livro, é o mais esperado de ano...depois de anos sem escrever nada J.K. retorna...com um livro bem críticado...e espero muuito dele. Quiça que eu não me decepcione!
Sinopse: 
Quando Barry Fairbrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque. A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra. Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista. A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas?

Sabendo-se que a data mudou, vai ser lançado no dia 05/12!
Estão ansiosos...??

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Resenha: Férias!

Autor: Marian Keyes
Edição: 8
Editora: BestBolso

Ano: 2011
Páginas: 545
Tradutor: Heloísa Maria Leal

Resumo: Rachel Walsh tem 27 anos e a grande mágoa de calçar 40. Ela namora Luke Costello, um homem que usa calças de couro justas. E é amiga - pode-se mesmo dizer muy amiga - de drogas. Até que a sua vida vai para o Claustro - a versão irlandesa da Clínica Betty Ford. Ela fica uma fera. Afinal, não é magra o bastante para ser uma toxicômana, certo? Mas, olhando para o lado positivo das coisas, esses centros de reabilitação são cheios de banheiras de hidromassagem, academia e artistas semifissurados (ao menos ela assim ouviu dizer). De mais a mais, bem que já está mesmo na hora de tirar umas feriazinhas. Rachel encontra mais homens de meia-idade usando suéteres marrons e sessões de terapia em grupo do que poderia supor a sua vã filosofia. E o pior é que parecem esperar que ela entre no esquema! Mas quem quer abrir as janelas da alma, quando a vista está longe de ser espetacular? Cheia de dor-de-cotovelo (o nome do cotovelo é Luke), ela busca salvação em Chris, um Homem com um Passado. Um homem que pode dar mais trabalho do que vale... Rachel é levada da dependência química para o terreno desconhecido da maturidade, passando por uma ou duas histórias de amor, neste romance que é, a um tempo, comovente, forte e muito, muito engraçado.


Resenha:

A vida de Rachel sempre foi badalada, vivia se drogando e bebendo na boates e no apartamento dela com a melhor amiga Brigit em Nova York. Namorando um roqueiro Luke, um namorado que não recebia as atanções que merecia, pois a cocaína sempre esteve em primeiro lugar na vida dela. Até um dia ela toma uma quantidade cavalar de Valium, e sofre uma overdose. Com isso volta para Irlanda para casa dos pais onde a internam no Clausto um centro de reabilitação. Com uma negação inicial a vida dela muda e ela sofre grande transformação.

Ferias! É um livro com referências autobiográficas, Merian Keyes sofreu com vícios. O livro é ótimo, mais dinâmico que o livro anterior Melancia e mais engraçado também.

A protagonista Rachel irmã de Claire (Melancia) no ínicio é irritante, mas depois ela fica melhor, bem caracterizada e com a mistura de flashbacks e a vida dele no Clausto. Percebe-se que Marian é uma boa escritora.

Livro com uma linguagem simples. Adorável. Bem escrito e pesquisado. Até o momento meu preferido da Keyes!

domingo, 25 de novembro de 2012

#Selo 6: Campanha de Incentivo a Leitura

Recebi esse selo do blog do Markos, que é um querido e têm um blog super querido...Livro Nas Mãos...eu super indico! E Muito Obrigado por ter lembrado do meu Blog! *--*

Regras:

- Indicar 10 blogs (é expressamente proibido oferecer a quem quiser pegar sem indicar seus blogs antes).
- Avisar aos Blogs escolhidos.
- Colocar a imagem no blog para apoiar a campanha.
- Responder a pergunta: Qual livro você indicaria para um pessoa começar a ler?


Qual livro você indicaria para um pessoa começar a ler?

 

 Eu indico, foi meu primeiro livro, e têm uma das histórias mais cativantes que já li. Ele têm a aparência de um livro infantil, mas também têm a profundidade de um livro adulto. Com uma narrativa e frases lindas!
Eu Indico!










10 Blog's Indicado:
Dragons and Queens
Menino Lendo 
Eu Que Leio 
LLivros e Letras 
No Prólogo 
Café com Mistura 
Bigode de Leite 
Devoted for Books 
Me Divercee 
Livros e Marshmallows 

Depois de achar 10 blog's...terminei...e muuito feliz, selinho é sempre bom. E espero conseguir passa-lo!!

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Necessidades Literárias #8

Conversando com o blogueiro Henique pelo Skoob, e tendo terminado o livro "Férias!" ontem, futuramente terá uma resenha, ele colocou mais lenha na fogueira da minha vontade de ler outros livros da Marian.

Los Angeles, fala da irmã de Rachel e Claire...e tô querendo muuito esse livro.




Sinopse: Maggie sempre foi uma anjinha, a cria mais certinha da complicada (e engraçadíssima) família Walsh... até se cansar de andar na linha e mandar todas as regras que a prendiam a um dia-a-dia em sal (e muito menos açúcar) às favas - a começar pelo casamento (que, para o bem da verdade, nunca havia realmente engrenado) e o trabalho bitolante numa firma de advocacia. Ao largar essa vida em preto e branco no passado, Maggie decide se mandar para o lugar onde a realidade promete ser em Technicolor: Hollywood, claro! Terra do glamour, da liberdade, da beleza (até as palmeiras das calçadas são magras), da luxúria e, obviamente, da diversão! Em Los Angeles, o sexto romance de Marian Keyes, a consagrada autora de "Melancia" e "É Agora... Ou Nunca", acompanhamos Maggie Walsh em sua busca por um sentido na vida em meio às calçadas estreladas de Hollywood, os subúrbios sofisticados de L.A., o bronzeado deslumbrante que só se consegue nas praias da Califórnia, vários martínis, algumas decepções... e muitas risadas, claro. Ao se hospedar com sua melhor amiga, Emily, uma pretendente a roteirista, Maggie começa a fazer coisas que jamais fizera antes: se infiltra em grupinhos de estrelas de Hollywood (mesmo que do segundo escalão), usa meias-calças na cabeça para firmar o penteado, se especializa em ser cara-de- pau profissional para realizar apresentações de roteiros a grandes (ou nem tanto) produtores... Mas será que em meio a tanta aventura, drama e comédia pastelão haverá espaço para um romance - daqueles bem cafonas e açucarados (ou seja, os melhores de todos)? Para o Daily Mail, "ler um romance de Marian Keyes é como estar à mesa com um grande amigo, aquele a quem você faz confidências, enquanto ele coloca você a par das novidades e das suas paqueras".


Leitores, vocês já leram?? Se, SIM, o que acharam??

sábado, 17 de novembro de 2012

Resenha: A Casa das Orquídeas

Autor: Lucinda Riley
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Páginas: 560
Sinopse: Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.


Resenha:

Atualmente, Romances Históricos estão em alta. Mesmo só se façando dos livros eróticos, esse subgênero vêm ganhando espaço no mundo literário atual.

Leitores, se vocês estão procurando um romance mais denso, com mais detalhes e com muitas (muitas) reviravoltas...Eu indico A Casa das Orquídeas!

O livro fala de duas histórias, a 1° conta a história de júlia que perdeu o marido e o filho em um acidente de carro em Paris, então ela volta para a Inglaterra para viver no Chalé da Família. Lá a irmã a convida para um leilão na mansão Wharton Park onde as duas passaram a infência com o avô cuidando das orquídes nas estufas, sendo que elas tinham perdido a mãe. E nessa mansão vêm a 2° história, depois de Julia encontrar um diário do avô datado do meado do século XX em Singapura. A segunda história é contada pela avó de Julia, outrora empregada da mansão...Olivia vai passar um fim de semana depois de se mudar para Inglaterra e na mansão ela se apaixona pelo filho dos anfitriões Harry, essa história de amor tem como plano de fundo a 2° Guerra Mundial. O livro é grande, porém muito bom...se eu contar mais da história, eu vou saltar spoiler!

O jeito como Lucinda narra a história é surpreendente, e no decorrer da história o leitor vai percebendo que a 1° e a 2° história estão ligadas, são intrínsecas, de um jeito revelador. Surpreendente, inovador...Só peca na caracterização ambiental, ora é boa dá para perceber que houve um estudo pra escrever, outrora sem detalhes.

Livro lindo, me abriu os olhos para esse subgênero que mistura Romance e um fato histórico como plano de fundo, um catalizador para os futuros dos personagens. Indico para todos que querem se apaixonar com uma história SUPER cativante.

P.S. Agora em Novembro, a Novo Conceito irá publicar um novo livro da Lucinda!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Livros, Livros, Livros #9

Essa semana eu comrpei 3 livros na Saraiva, depois de me estressar muuuito lá dentro. A Livraria não tinha alguns dos livros que estão na minha lista de desejados, então essa recentes compras só têm livros que nem eu mesmo esperava comprar agora!

Ahh..também a 1 livro extra, esse eu ganhei de Amigo Secreto no Curso de Capacitação, tinha pedido um clássico e Felipe me tirou e me deu o clássico pedido!

Livros Comprado:
- 50 tons de Cinza
- Perto do Coração Selvagem
- O Hobbit

Livro Ganhado:
- Iracema








O que acharam, caros lietoras??
Vocês já leram laguns desses livros??

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Necessidades Literárias #7

Olá!

Fui na saraiva no sábado passado, e não encontrei os livros que queria e fiquei muuuito irritado. E esse livro estava entre os que queria e um outro do escritor também, mas na mesma não tinha nenhum livro de Saramago.

O livro que quero, e a muuuito tempo é...




Sinopse: Cansada de ser detestada pela humanidade, a ossuda resolve suspender suas atividades. De repente, num certo país fabuloso, as pessoas simplesmente param de morrer. E o que no início provoca um verdadeiro clamor patriótico logo se revela um grave problema. Idosos e doentes agonizam em seus leitos sem poder "passar desta para melhor". Os empresários do serviço funerário se vêem "brutalmente desprovidos da sua matéria-prima". Hospitais e asilos geriátricos enfrentam uma superlotação crônica, que não pára de aumentar. O negócio das companhias de seguros entra em crise. O primeiro-ministro não sabe o que fazer, enquanto o cardeal se desconsola, porque "sem morte não há ressurreição, e sem ressurreição não há igreja". Um por um, ficam expostos os vínculos que ligam o Estado, as religiões e o cotidiano à mortalidade comum de todos os cidadãos. Mas, na sua intermitência, a morte pode a qualquer momento retomar os afazeres de sempre. Então, o que vai ser da nação já habituada ao caos da vida eterna? Ao fim e ao cabo, a própria morte é o personagem principal desta "ainda que certa, inverídica história sobre as intermitências da morte". É o que basta para o autor, misturando o bom humor e a amargura, tratar da vida e da condição humana.


O que acharam??
Já leram o livro ou algo desse escritor??

sábado, 10 de novembro de 2012

Explicações

Essa semana foi muuito atribulada para mim, e por isso o blog ficou esquecido só conseguir postar uma vez...
Então esse semana vou tentar fazer um esforça e tentar consiliar trabalho e inicio de sematre na nova faculdade!
E se preparem, pois essa semana tenho novas aquisições!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Resenha: A Dança dos Dragões

Edição: 1
Editora: Leya

Ano: 2012
Páginas: 872
Tradutor: Márcia Blasques

Sinopse: O Norte jaz devastado e num completo vazio de poder. A Patrulha da Noite, abalada pelas perdas sofridas para lá da Muralha e com uma grande falta de homens, está nas mãos de Jon Snow, que tenta afirmar-se no comando tomando decisões difíceis respeitantes ao autoritário Rei Stannis, aos selvagens e aos próprios homens que comanda. Para lá da Muralha, a viagem de Bran prossegue. Mas outras viagens convergem para a Baía dos Escravos, onde as cidades dos esclavagistas sangram e Daenerys Targaryen descobre que é bastante mais fácil conquistar uma cidade do que substituir de um dia para o outro todo um sistema político e económico. Conseguirá ela enfrentar as intrigas e ódios que se avolumam enquanto os seus dragões crescem para se tornarem nas criaturas temíveis que um dia conquistarão os Sete Reinos? 


Resenha:

Livro complexo, dificíl de resumir e de resenhar. Contudo um desafio é sempre bom e essa resenha é um Belo Desafio. A Dança dos Dragões é um livro que teve polêmica, seus erros de diagramação e de tradução foram corrigidos.

O 5° volume da série narra os acontecimento pós 3° livro e também narra a história de alguns personagens do termino do livro 4°, se juntando no fim da história o lado norte e o lado sul em uma mesma linha cronológica.

Save um livro ousado? Esse é, começa pela narrativa cheia de detalhes e com forte caracterização de personagens e de ambiente. Quem ao ler o livro não se mergulhou de cabeça no mundo Westerosi? Ou ficou indignado com a morte de algum personagem?

OUSADIA, é a palavra de Martin. Uma obra singular que só faz confirmar a inteligencia e a forma brilhante dele escrever.

P.S. O resumo não me aprofundei, pois não queria escrever algum spoiler....

domingo, 4 de novembro de 2012

Resenha: A Cabana

Edição: 1
Editora: Sextante

Ano: 2008
Páginas: 240
Tradutor: Alves Calado

Sinopse:  A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe... leia mais uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.

Resenha:

Quando Mack Allen perde a filha tragicamente, ele perde a crença em Deus. Ele entra em depressão e um luto que acaba que não acaba, até que em um dia de inverno ele recebe uma carta misteriosa. Onde dizia para ele visitar a cabana onde a filha foi encontrada morta depois de ter sido sequestrada por um psicopata. Na cabana ele encontra Deus, Jesus e o Espirito Santo e aprenderá lições que iram mudar a vida dele.

Esse livro é polêmico, minha mãe chorou da primeira a ultima página. Para mim o livro é bom, mas acaba sendo corriqueiro e acaba no clichê de outros livro do gênero Auto-Ajuda. Ele é pequeno com personagens bem caracterizados e o ambiente também.

A Cabana pode mudar sua vida, mas a minha não mudou. Ele é sem verossímilhança eu esperava mais dele, um "diferencial" que não encontrei ao terminar a leitura. 

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Livros, Livros, Livros #8

Essa semana comprei 3 livros..mas um dei a meu irmão. E tirei foto dos meus 2 livros!
As fotos continuam feias...O.O
São eles: 








Leitores, vocês já leram??
O que acharam das minhas novas aquisições??

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Necessidades Literárias #6

Essa semana está sendo complicada, amanhã eu postarei de novo...para deixa-lo mais atualizado.
O livro que quero, eu ainda não o vi em livrarias físicas aqui em salvador...e acho que para tê-lo terei que comprar pela Internet...
É um livro que têm dois finais e já virou filme estrelado pela Atriz Meryl Streep... *---*
O livro é...

Alguém já leu? Ou já ouviu falar desse livro?

sábado, 27 de outubro de 2012

#Selinho 4: Versatile Blogger

O blog recebeu um selinho...lol..
E quem mandou foi o blog, lindo, Eu Livro, Tu Livras...Fico muuito agradecido, por ser lembrado...Muuito Obrigado!






Regras: 

- Avisar a pessoa que você nomeou;

- Agradecer ao blog que te nomeou;
- Adicionar o post ao blog;
- Adicionar 7 coisas que você gosta;
 
7 Coisas que eu Gosto:
 
1. Livros
2. Música
3. Filmes
4. Harry Potter
5. Lady GaGa
6. Postar no Blog
7. Conversar


Não irei repassar o selo, pois é complicado escolher poucos blogs entre tantos...mas sinta-se a vontade de fazer e/ou repassar o selinho! ^^
 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

#INFO: "Anjos da Morte" de Eduardo Spohr


O escritor brasileiro Eduardo Spohr publicou em seu blog algumas novidades sobre seu próximo romance, a capa provisória do segundo volume da série Filhos do Éden juntamente com uma possível previsão de lançamento.
Como já é de conhecimento geral, a saga é ambientada no mesmo mundo do best-seller A Batalha do Apocalipse e possui uma previsão para a publicação de cinco volumes.
O livro contará a história de Denyel junto ao esquadrão dos anjos da morte, começando naSegunda Guerra Mundial, percorrendo o século XX e terminando na queda do Muro de Berlim. Confira abaixo a capa provisória e enredo:
Sinopse: Quando o século XX raiou, o tecido da realidade, a barreira mística que separa os mundos físico e espiritual, adensou-se. Os novos meios de transporte, as ferrovias e os barcos a vapor levaram o progresso aos cantos mais distantes do globo, pervertendo os nódulos mágicos, apagando o poder dos velhos santuários, afastando os mortais da natureza divina.
Destacados, então, para servir sob as ordens dos malakins, esses exilados foram reorganizados sob a forma de um esquadrão de combate. Sua tarefa, a partir de agora, seria participar das guerras humanas, disfarçados de meros recrutas, para anotar as façanhas militares, as decisões de campanha, e depois relatá-las aos seus superiores celestes.
Esse esquadrão tomou parte em todos os conflitos do século XX, das sangrentas praias da Normandia ao colapso da União Soviética. Embora muitos não desejassem matar, era exatamente isso o que lhes foi ordenado, e o que infelizmente acabaram fazendo.
Em paralelo às aventuras de Denyel, que se desenrolam cronologicamente de 1944 a 1989, acompanhamos também, no tempo presente, a jornada de Kaira e Urakin em busca do amigo perdido, que caíra nas águas douradas do rio Oceanus, durante a destruição da ilha-fortaleza de Athea (em “Herdeiros de Atlântida”).
O livro têm previsão de lançamento para início de 2013.
Fonte: Sobre Livros

O que acharam leitores?
Eu estou esperando ansiosamente para o lançamento desse livro!

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Resenha: Melancia

Autora: Marian Keyes
Edição: 10
Editora: BestBolso
Ano: 2010
Páginas: 489
Tradutor: Sônia Coutinho
Sinopse: Foi demais da conta para Claire o dia do nascimento da sua filha. Ao acordar no quarto do hospital depara com o marido olhando-a na cama. Deduzindo tratar-se de algum tipo de sinal de respeito, ela nem suspeita de que ele soltará a notícia da sua iminente separação: “Ouça, Claire, lamento muito, mas encontrei outra pessoa e vou ficar com ela. Desculpe quanto ao bebê e todo o resto, deixar você desse jeito...” Em seguida, dá meia-volta e deixa rapidamente o quarto. De fato, ele sai quase correndo. Com 29 anos, uma filha recém-nascida nos braços e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! Não tendo nada melhor em vista, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, paea convence-la a assumir a culpa por te-lo jogado nos braços de outra mulher. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa...


Resenha:

Amo Chick-lit's e Marian Keyes é uma escritora bem renomada e super indicada nesse gênero. Ela escreve histórias colocando nelas, problemas que as mulheres modernas podem passar. E para mim, como homem, esse é o diferencial dela de outras escritoras desse gênero.

Melancia conta a história de Claire, que é abandonada pelo marido na maternidade. E com isso ela volta para casa da mãe(que é muuito engraçada) onde se afunda na depressão...( a sinopse a cima fala mais).

Melancia é um livro, inicialmente denso e não parece um chick-lit. O leitor, nessa primeira arte do livro, é envolvido nessa aura depressiva que a protagonista vive. Depois o livro melhora, e a história fica leve e engraçada.

O livro ele demora para começar, mas pro outro lado têm uma ótima caracterização de personagens(quem não sentiu raiva quando o marido de Claire volta?). O leitor nesse livro fica também conhecendo as irmãs de Claire que são protagonistas de outros livros da autora, formando a ´serie da "Família Walsh".

Esse livro me encanta, é um dos meus favoritos, ele é bem real.È fica claro para mim que meandros e finais ótimos podem justificar ínicios ruins. Dê uma chance a chata da Claire do ínicio do livro e não se arrependerás!

sábado, 20 de outubro de 2012

Necessidades Literárias #5

Essa semana foi difícil, poucas atualizações no blog...e apena 1 resenha...tudo por causa de uma gripe. Contudo, prometo que na semana que vem eu posto mais frequentemente do que essa.

Eu quero esse livro, desde que minha professora falou dele no ano passado...ele é bem barato, e esse capa da Saraiva é bem bonita. O livro dessa semana é...


Leitores, já leram? Se sim..o que acharam??
COMENTEM! 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Resenha: Depois da Escuridão

Autor: Sidney Sheldon, Tilly Bagshawe
Edição: 1
Editora: Record
Ano: 2010
Páginas: 464

Sinopse: A doce e angelical Grace Brookstein é a socialite mais querida dos Estados Unidos e leva uma vida de princesa. Até o dia em que seu marido, o bilionário Lenny Brookstein, dono do fundo de hedge Quorum, sai para velejar e nunca mais retorna. Enquanto lida com a trágica morte do marido, um novo escândalo abala a vida de Grace: bilhões de dólares desaparecem do fundo Quorum, provocando a falência de milhares de famílias. Grace torna-se a principal suspeita e da noite para o dia sua vida se transforma. Determinada a provar sua inocência, Grace embarca numa jornada que revelará que ninguém a sua volta é digno de confiança.





Resenha:
 
Este é o primeiro livro póstumo de Sidney Sheldon que leio, ele foi escrito pela escritora Tilly Bagshawe. Que recebe créditos menores na capa do livro!
 
O livro conta a história de Grace, que é casada com o homem muuito rico ele é dono de um fundo de hedge Quorum(isso é espli8cado no livro). Em paralelo é esse história, há a vida dos "amigos" intimos deles dois: as irmãs de Grace e seus maridos e dois amigos do marido e suas esposas(eles trabalham na empresa). Depois de uma viagem que todos fazem para a casa de verão, a vida de Grace vira de cabeça para baixo, o marido dela é dado como morto e os bilhões de dinheiro da empresa são "roubados".
 
Esse livro têm uma protagonista forte, determinada, bonita, típica do Sheldon. Uma história bem interessante, mas que no decorrer do livro êm seus deslises. Os clichês de aventura, faz aprecer que o livro não é único e o uso da tradutora em repetir o nome Grace repetidas vezes na narrativa me encomoudou. O livro prende, e deixa o leito ávido por mais a cada página virada.
 
Depois da escuridão é muito bom, mas não é o melhor do mestre Sheldon. Recomendo!

domingo, 14 de outubro de 2012

Necessidades Literárias #4

O livro que quero...essa semana...é um livro de 900 páginas... e eu quero muuuuito..e tô pretendendo comprar no incio de novembro...pois é uma NECESSIDADE.

É o livro do mestre do terror Stephen King, chamado Sob a Redoma.

Sinopse: Em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer. Os moradores de Chester’s Mill percebem que terão de lutar por sua sobrevivência. Pessoas morrem, aparelhos eletrônicos entram em pane ao se aproximar da redoma e a situação fica ainda mais grave quando a cidade se vê exposta às graves consequências ecológicas da barreira. Para piorar a situação, James “Big Jim” Rennie, político dissimulado e um dos três membros do conselho executivo da cidade, usa a redoma como um meio de dominar a cidade. Enquanto isso, o veterano da guerra do Iraque, Dale Barbara, é reincorporado ao serviço militar e promovido à posição de coronel. Big Jim, insatisfeito com a perda de autoridade que tal manobra poderia significar, encoraja um sentimento local de pânico para aumentar seu poder de influência. O veterano se une a um grupo de moradores para manter a situação sob controle e impedir que o caos se instaure. Junto a ele estão a proprietária do jornal local, uma enfermeira, uma vereadora e três crianças destemidas. No entanto, Big Jim está disposto até a matar para continuar no poder, apoiado por seu filho, que guarda a sete chaves um segredo. Mas os efeitos da redoma e das manobras políticas de Jim Rennie não são as únicas preocupações dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o pouco tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva. 

Alguém já leu??
Se leu, o que achou??

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Resenha: O Pequeno Príncipe

Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Edição: 48
Editora: Agir

Ano: 2009
Páginas: 96
Tradutor: Dom Marcos Barbosa

Sinopse: Livro de criança? Com certeza!
Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi.
O pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância.De repente retorna os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro,o homem-menino.





Resenha:

Com muita nostalgia resenho esse livro. O Pequeno Príncipe foi o primeiro livro que li na vida, esse livro é aquele que me apresentou ao mundo maravilhoso que está escondido nos livros. Minha mãe me deu esse livro, que era dela...então é bem especial para mim!

O livro conta a história, a principio conta a história de um aviador que não teve uma infância tão boa. Ele faz um pouso forçado no deserto, lá encontra o pequeno príncipe. o pequeno príncipe é de outro planeta e é apaixonado pela flor que nascera no seu bem cuidado planeta. A flor é prepotente, arrogante com o príncipe  então ele decide fazer uma viajem para conhecer outros planetas para conhecer a índole da flor...e nessa viagem ele chega a Terra.

Um livro pequeno, infantil  com uma linguagem simples e com gravuras do próprio autor. O pequeno Príncipe é maravilhoso, lindo, e com grandes frases. É um livro marcante e inesquecível. Um livro que marcou minha infância e merece ser relido sempre!